Sopro Cia de Dança

Quer ser um
Amigo da Sopro?

Temos a aprovação para uso da Pro-Mac: uma lei de incentivo fiscal 

para promover projetos artísticos e culturais através da renúncia fiscal.  

Desta forma você pode apoiar a Sopro de forma fácil e sem custos,

doando seu IPTU ou ISS. Quer saber como?

Doação direta

Contribua através de uma doação direta, sem utilizar leis de incentivo fiscal.


PROMAC

Se você é pessoa jurídica ou física contribuinte do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza - ISS ou do Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU na cidade de São Paulo, poderá abater o valor da doação de forma rápida e prática!

PRONAC – Lei Rouanet

Para quem declara os impostos de renda integralmente, pode-se abater o valor doado na declaração de imposto de renda, com o breve preenchimento de um cadastro.

Como funciona?

Em apenas 4 passos você se torna um Amigo da Sopro e contribui para a realização 

de nossos projetos culturais e espetáculos! Além de ganhar benefícios exclusivos!

1. Escolha a melhor forma de contribuir

2. Entre em contato conosco, enviaremos uma breve ficha para cadastro

3. Escolha a forma de pagamento 

4. Enviaremos o comprovante 

Conheça nossos projetos aprovados para

repasse voluntário de impostos:

 Aprovação – 2021.05.28/02495
O termo oikos é utilizado como um prefixo que dá a origem etimológica da palavra
ecologia (Ökologie), em que oikos significa “casa” e logos que dizer “estudo”. Ecologia
seria por tanto estudo da “casa”, ou no conceito que é trabalhado pelo grupo, o planeta
como casa. A relevância desta obra se deve primeiramente, à questão da sustentabilidade e do respeito ao meio ambiente. OIKOS: Sustentabilidade e Respeito ao Meio Ambiente tem o meio ambiente como tema central a partir da ideia do planeta como casa ambiente /
“planeta onde se vive”.
A temporalidade e a repetição serão os motes de pesquisa de movimento coreográfico.
O conceito de tempo objetivo e tempo subjetivo, que é constante na pesquisa da
Companhia, será desdobrado em uma investigação a partir da ideia de ciclos da
natureza, tendo como base, por exemplo, as danças tribais e os movimentos dos
animais. Já a repetição será pesquisada a partir da percussão corporal, da percussão
produzida por objetos (como materiais recicláveis) e da repetição de sons. Outro
elemento de repetição a ser estudado são os cânions (movimentos repetidos em tempos
diferentes, lembrando ecos).

Resumo da obra: https://www.youtube.com/watch?v=KN8Zq3DC_WA

Documentário da Obra:
https://www.youtube.com/watch?v=LmKZqI_nAvU

 Aprovação 13 2021.05.31/02510

Workshops de demonstração e aplicação do Método JORAM (Anatomia do movimento)
de dança contemporânea ministrado e criado por Roberto Amorim com apoio e
cooperação de Tatiana Portella. O curso é dirigido a coreógrafos, bailarinos profissionais
e iniciantes, atores e a todos os interessados em um maior contato com a vanguarda da
dança ou simplesmente aumentar seu conhecimento sobre dança. As aulas com a
metodologia (JORAM) criada pelo coreógrafo Roberto Amorim, é estruturada em
condicionamento físico, consciência corporal, técnicas de rolamentos, improvisação,
dinâmica de grupo e acrobacias para dança contemporânea. Técnicas de rolamentos e
quedas, das circunferências sem os apoios dos braços, fortalecimento dos oblíquos, e
do abdômen superior e inferior, pés no chão, compassos e tudo o que está relacionado
a articulação e músculo.

Link JORAM depoimentos: https://www.youtube.com/watch?v=RHOuOl7N27Y&t=1197s
JORAM aula: https://www.youtube.com/watch?v=Syo_lDgh_tM
 https://www.youtube.com/watch?v=sZ55u59yLKQ&t=9s

Proposta 349983 (Aguardando divulgação no Diário Oficial)

A troca, a informação, a vida cultural e o poder, são quatro aspectos entorno dos quais
a cidade se organiza, guiam o ritmo da sobrevivência e da experiência cotidiana do
cidadão. Em tempos de individualização e dissenso, o presente parece moldar de forma
cada vez mais autônoma e autômata a trajetória dos sujeitos que seguem sem
realmente se encontrar em um espaço comum, tornado espaço banalizado e esvaziado.
O lugar comum que estamos enfrentando e resolvendo todas as nossas questões,
portanto é a casa, um lugar onde temos total liberdade de se expressar. No entanto,
nossa casa segue sendo um território de convivência e de compartilhamento seja de
espaços, de afetos ou de informações e experiências. Ela é um lugar comum no sentido
amplo desta acepção. Tornar visível a personificação da vida ativa em conexão com o
entorno, criando situações e experiências que nos permitam enxergar a casa desde a
perspectiva do comum até a perspectiva do subjetivo e lugar interior. O distanciamento
entre as pessoas, gera proximidade emocional, empatia e cuidados com o próximo.
Fator principal que uma pessoa necessita para sobreviver e viver.
Viver em harmonia e ter seus sonhos renovados em todos os momentos. Pois a
dificuldades fazem com que nossas atividades e objetivos se tornem mais eficazes,
trazendo à tona as emoções e sentimentos que possamos ter. (Roberto Amorim)