Oikos (2014)
  • Apresentação
  • Equipe Técnica
  • Fotos
  • Video

Ecologia, que vem da palavra grega “Oikos” (que significa casa) e “logos” (que significa estudo). Ecologia seria portanto o “estudo da casa”, ou no conceito que é trabalhado pelo grupo, o planeta como casa”. O conceito de tempo objetivo e tempo subjetivo, é desdobrado em uma investigação a partir da ideia de ciclos da natureza, tendo como base, por exemplo, as danças tribais e os movimentos dos animais. Um elemento de repetição que é usado são os cânions (movimentos repetidos em tempos diferentes lembrando ecos).Buscando uma corporeidade onde os próprios sons corporais e os movimentos que formam a coreografia final encontrem similaridades criativas com o próprio movimento da natureza que os cerca,explorando também o entendimento ecológico entre corpo/natureza, homens/animais.

“A relevância desta obra se deve, primeiramente, a questão da sustentabilidade e do respeito ao meio-ambiente “Oikos”, tem o meio-ambiente como tema central a partir da ideia do “planeta como casa ambiente/planeta onde se vive”.

Direção geral: Roberto Amorim e Tatiana Portella
Coreógrafo e concepção da obra: Roberto Amorim
Assistente de coreografia: Tatiana Portella
Texto Cantado: Rogério Werner
Figurinos: Roberto Amorim e Tatiana Portella
Confecção: Patrícia Boim
Música: Trilha Original
Dança contemporânea: Roberto Amorim
Ballet Clássico: Aurea Ferreira e Tatiana Portella
Operadores e técnicos de som e luz: Tom Conceição, Osvaldo Pelé
Desenho de luz: Roberto Amorim e Osvaldo Pelé
Assistente de palco e apoio: Wanderlei Oliveira, Roberto Portella
Pianista: Rose Pavanelli
Secretária: Alcidina Portella,Sônia Alves
Agente Cultural e produtora: Angra Custodio
Fotos: Renam Livi/Bolha Set, Tomas Kolisch, Renato Hatsushi
Duração: 50min.  Classificação: Livre